Português English Español
- Info País: Bolivia
Estado: La Paz
Local: Sudeste do Lago Titicaca
Temas Geográficos:
Sítios arqueológicos - Culturas Antigas
Data:
Dezembro 2001

Hoje Tiwanacu ou Tiwanaku é um importante sítio arqueológico pré-colombiano situado na Bolívia e considerado, pela UNESCO Patrimônio da Humanidade.

Seu nome teria sido derivado do termo “aimará taypikala” que significa Pedra do Centro, e esse nome seria uma referencia à rocha que existe no meio do lago Titicaca.

Falar sobre Tiwanacu é descrever uma cultura que iniciou-se, por volta de 1.500 a.C. como uma pequena aldeia, crescendo e desenvolvendo-se chegando a ser um centro urbano, com uma extensão de seis quilômetros quadrados e população estimada em quarenta mil habitantes, entre os anos 300 d.C e 500 d.C, tendo seu ápice no ano 900 d.C onde seu declínio iniciou-se, e em 1.200 d.C a cidade foi totalmente abandonada devido à seca e a escassez de comida.

Porém, há outra versão sobre sua origem, que data entre 17.000 a.C. a 12.000 a.C., onde se defende, porém não cientificamente, que Tiwanacu seria a Atlântida narrada por Platão. O principal indício desta tese são as informações astronômicas gravadas da Porta do Sol e o fato de que no local existia um porto para embarcações.

Mas, mitos e lendas a parte, o que podemos afirmar sem dúvida é sabe-se muito pouco desse povo, pois entre eles não havia nenhum tipo de comunicação ou idioma escrito, tudo o que sabemos é com base em ruínas e objetos encontrados, como por exemplo, peças de cerâmicas, mas podemos afirmar que era um povo inovador, adorador do deus Sol, e a vida de sua população baseava nos ciclos de plantio e colheita.

Seu principal legado cultural é o de precursora das grandes construções monumentais da América do Sul, e em suas construções eram usadas grandes pedras pesando até cem toneladas, que eram cortadas, adaptadas, entalhadas e revestidas para serem encaixadas umas às outras com precisão.

Assim como seus sucessores os Tiwanacus desenvolveram boa técnica de mumificação de corpos, e possuem múmias, tão antigas, e até mais antigas que as egípcias.

Hoje tudo o que nos resta para estudarmos esse povo, é um sítio arqueológico, bastante danificado, pois já foi alvo de saque de escavadores amadores à cata de preciosidades.
Localização do sítio arqueológico:
- Costa oriental do lago Titicaca, no lado boliviano, a aproximadamente 72 quilômetros a oeste da capital La Paz.

Curiosidades:
- Museus de Tiwanacu: é possível encontrar crânios preservados do povo antigo. Um fato a ser citado é que nesta civilização as crianças que possuíam inteligência e habilidades superiores eram escolhidas para serem sacerdotes e sábios, e entre toda a preparação especial, incluía-se a técnica de aumentar o crânio, que consistia em utilizar panos e madeira, presos à cabeça dessas crianças desde muito pequena.
- Cerimônias de fertilidade do solo: plantio de cabeças humanas e de animais, esse ritual era um símbolo de renascimento e logo traria fertilidade ao solo.

O que ver?
- A Pirâmide Akapana, com sete níveis, mais de 20 metros de altura e cerca de 800 metros de perímetro;
- Templete de Kallasasaya, ao lado da pirâmide, onde se encontra o Portal do Sol, o mais famoso templo dos tiwanacus.
- Monolito Barbado: totem de arenito vermelho
- Monumento acústico: buraco no muro de pedras que funciona como amplificador, sendo possível ouvir o que se fala a metros de distância.
- Ruína do Palácio dos Sarcófagos onde foram encontrados crânios deformados por cirurgias e múmias.

...leia mais em



ou

visite o site da UNESCO


©Fóton Multimídia 2002 - . Todos os Direitos Reservados.